Processo de avaliação por pares

Todas as revistas estão submetidas a um rigoroso processo de revisão por pares externo para garantir a publicação de trabalhos da máxima qualidade científica. O sistema de arbitragem recorre a avaliadores externos a esta editorial e somente se aceitam para publicação textos originais.

A avaliação por pares é duplamente anônima (também chamado peer-review), quer dizer, que se oculta aos autores a identidade dos avaliadores, e viceversa.

Como regra geral, o editor envia o manuscrito recibido a dois avaliadores. Em caso de dúvidas, o editor se reserva o direito de enviá-lo a um terceiro avaliador, ou a tantos avaliadores adicionais como considere necessário a fim de garantir a qualidade da publicação.

Para avaliar os artigos, os revisores atenderão a 10 critérios que foram claramente definidos pelos conselhos editoriais das revistas. Os revisores completarão um formulário que será enviado (anónimamente) aos autores. Cada critério pontua de 0 a 10, pelo que ao fazer a média a pontuação mais baixa possível é 0, e a pontuação mais alta é 10. Em função desta pontuação (avaliação quantitativa) e dos comentários dos revisores (avaliação qualitativa), o conselho editorial de cada revista decide se aceita ou rejeita o artigo, se solicita um reenvio do texto, ou se recomenda a publicação do artigo em outra revista do grupo editorial.

Frequência de publicação

As versões eletrônicas dos artigos se vão publicando de forma imediata e contínua (publicação sobre a marcha). Cada artigo é publicado na web assim que finalizam os estágios de layout, provas e paginação

As revistas são de carácter semestral, quer dizer, se publicam dois números ao ano. O primero número anual se completa no meio do ano (junho/julho), e o segundo número se completa no fim do ano (dezembro).

Declaração ética

Na Global Knowledge Academics, estamos comprometidos com a prática de publicação ética e a aplicação de padrões éticos.

Em todos os casos de questões éticas que possam surgir na publicação acadêmica, a equipe editorial tenta agir profissional e eficientemente, ser justa e objetiva, ter uma comunicação fluida com a parte acusada – facilitando os tempos necessários – para estabelecer sua posição antes de tomar uma decisão, mantendo todas as partes informadas sobre as decisões e protegendo os direitos morais dos autores.

Faça o download da nossa declaração ética

Acesso aberto deferido

Todas as revistas possuem uma política de acesso aberto deferido, quer dizer, os conteúdos das revistas estarão disponíveis em acesso aberto 24 meses depois de sua publicação online. Isto permite fazer compatíveis três pilares fundamentais: a vocação de favorecer um fluxo de conhecimento livre; a sustentabilidade econômica das revistas a meio e longo prazo; e a qualidade e o rigor dos artigos publicados, tanto desde a perspectiva epistêmica (aceitação provisional de envios, avaliação por pares) como desde a estética (edição, correções, os estágios de layout, provas).

As revistas tratam de combinar a excelência, a solidariedade e a sustentabilidade, por isso compartem o conhecimento que ajudam a gerar quase de imediato, uma vez asseguradas a qualidade, a continuidade e a sobrevivência das revistas.

Transcorridos 2 anos desde sua publicação, os artigos estarão em acesso aberto nas diversas páginas web das revistas, porém as revistas manterão o copyright da obra. Qualquer pessoa ou instituição que deseje subir ou fazer circular livremente a versão do editor do artigo em sua página web ou em um repositório institucional deve se por em contato conosco. Não obstante, pode ler primeiro nossa política de autoarquivo a continuação.

Política de autoarquivo em repositórios digitais

Todas as revistan oferecem em acesso aberto os artigos uma vez transcorridos dois anos desde sua publicação. Não obstante, as revistas manterão o copyright dos artigos publicados em aberto. Quer dizer, qualquer pessoa ou instituição que deseje subir ou fazer circular livremente a versão do editor do artigo em sua página web ou em um repositório institucional deve se pôr em contato com os responsáveis deste grupo editorial.

  • Por consequência, como regra geral, não se permite a publicación da versão do editor (VdE) nas páginas web pessoais nem nos repositórios temáticos ou institucionais, excepto nos casos nos que se atribua uma licença Creative Commons (ver abaixo). Em vez disso, se permite aos autores publicar em suas páginas web ou nos repositórios a versão do autor (VdA).
  • Versão do Editor (VdE): é o artigo que foi revisado por pares, editado, corrigido, feito o layout, paginado e indexado pela equipe editorial de uma revista. A VdE é também conhecida como postprint.
  • Versão do Autor (VdA): é o manuscrito enviado inicialmente pelo autor a uma das revistas (sem revisar, nem montar o layout). A VdA é também conhecida como preprint.

O processo de gestão editorial do ciclo completo que conduz desde a VdA (manuscrito «em bruto») até a VdE (produto melhorado epistémica e estéticamente) tem um custo que não é desdenhável, pois é uma tarefa que executam profissionais do mais alto nível com absoluto rigor.

Com o fim de facilitar o livre fluxo de conhecimento e ajudar aos autores a difundir suas ideias, ao mesmo tempo que garantimos a sustentabilidade econômica das revistas, estamos satisfeitos em oferecer aos autores a possibilidade de que atribuam uma licença aberta Creative Commons a seu artigo, o que lhes permitirá expor seu artigo seja onde desejem (página web personal, repositório institucional, etc.), pagando 85 EUR.

Ao aceitar publicar com a revista, os autores cedem os direitos comerciais da obra publicada (VdE, postprint) em troca de um serviço editorial (revisão por pares, layout, etc.), porém mantém os direitos morais sobre a obra (VdA, preprint). Ao pagar 85 EUR, os autores recuperam os direitos comerciais da obra (VdE, postprint) e por conseguinte podem fazer circular livremente esta versão (VdE, postprint) por internet simplesmente autorizando uma licença Creative Commons. Estaremos encantados de lhe oferecer assessoramento gratuito para lhe ajudar a escolher a opção Creative Commons que melhor se adapte a seu caso concreto. (Lembre-se que estudos empíricos demonstraram que os artigos acessíveis em aberto ganham um aumento de visitas que podem alcançar o 250% com respeito aos artigos que não estão em acesso aberto)

Resumindo… fazendo uma licença Creative Commons a seu artigo em troca de tão só 85 EUR, você poderá aumentar o número de visitas recebidas e subir a versão do editor ao repositório institucional de sua universidade ou a sua própria web para que o fruto de seu trabajo esteja guardado e acessível em sua universidade (ou em sua web)…para sempre!

Se tem dúvidas ou deseja mais informação sobre o acesso aberto deferido ou sobre as licenças Creative Commons, por favor entre em contato conosco e lhe ajudaremos a escolher a melhor opção.