GKA VISUAL 2021 VIRTUAL | 7-9 ABRIL 2021

VII Congresso Internacional de Cultura Visual em colaboração com a Universidad Complutense de Madrid

Tema destacado
Cord. científica
Palestrantes destacados
Programação
Livro de Anais
Plataforma virtual

Tema destacado

Juventude e cultura audiovisual em tempos pós-digitais

Até recentemente, falar sobre “digital” nos remetia ao futuro e à inovação. Nos últimos tempos, a revolução digital se transformou em normalidade digital. Muitas das “novas tecnologias” deixaram de o ser para se integrarem nas rotinas diárias. Foi isso que permitiu especificar o conceito de “pós-digital”. À medida que as redes sociais e as TICs se integram à vida cotidiana, o digital deixa de ser algo incomum e se torna uma estratégia do real. Não devemos considerar que estamos próximos do fim do digital, mas que esse termo transformou seu sentido de novidade, para se tornar mais familiar e comum; quer dizer, um tipo de zeitgeist ou espírito do tempo. Por exemplo, os computadores estão conosco há mais de três décadas, mas hoje carregamos e usamos um desses dispositivos quase diariamente.

A cultura visual por sua vez, que visa estudar a importância da imagem nas sociedades contemporâneas e sua relação com o espectador, tem muito a dizer sobre o pós-digital, como tema central do VII Congresso Internacional de Cultura Visual, em sua versão virtual. Desta forma, neste novo encontro acadêmico, a humanização das tecnologias digitais será valorizada a partir da interação entre os sistemas digitais, biológicos e culturais, a relação entre o ciberespaço e o espaço real, a funcionalidade da realidade mista ou híbrida, a gestão da comunicação social e física, o uso de big data, de realidade virtual e aumentada, contrapontos entre localidades e globalização, estudos de etnografia digital e narrativa comunitária.

O mundo digital tem seu maior desenvolvimento nas gerações emergentes. Este congresso também propõe uma reflexão sobre como os valores e a relação com as tecnologias influenciam os jovens e como a relação com elas mudou.

Outros temas do Congresso

Cordenação Científica

Universidad Complutense de Madrid

A Universidad Complutense de Madrid (UCM) é a universidade pública mais antiga de Madrid, considerada uma das universidades mais prestigiadas de Espanha e do mundo hispanofalante. É composto por 26 faculdades de disciplinas de artes e humanidades, ciências, ciências da saúde, ciências sociais e jurídicas e engenharias e arquitetura. A Biblioteca da Universidade Complutense de Madrid, com um acervo de 2.941.815 volumes, é a maior biblioteca universitária da Espanha e a segunda maior do país depois da Biblioteca Nacional da Espanha. A nível internacional, a Universidade Complutense mantém acordos de cooperação com algumas das universidades mais prestigiadas do mundo como a Universidade de Oxford, a Universidade Paris 1 Panthéon-Sorbonne, a Universidade de Roma “La Sapienza”, a Universidade de Harvard, a Universidade de Chicago e a Universidade da Califórnia em Berkeley.

www.ucm.es

Diretores Científicos

Profa. Patricia Nuñez, PhD – Universidad Complutense de Madrid (Espanha)

Doutora em Publicidade e Relações Públicas pela Universidade Complutense de Madrid. Especializada em Novas Gerações e Comunicação Digital. Perfis de futuro para o emprego em Comunicação. Habilidades digitais. Ex-presidente da Organização Internacional ECREA (Associação Europeia para a Pesquisa e Educação em Comunicação) na área de Pesquisa Publicitária (2010-2018). Além disso, como diretora do Laboratório de Pensamento Juvenil dedicado à investigação da relação entre adolescentes e marcas, assinado pelo Universidade Complutense e Área de Publicidade. Chefe do Grupo Icono14 em Competências e Gerações Digitais. Diretora da Cátedra Complutense de Excelência em Comunicação Digital para crianças e jovens. Membro do comitê editorial de revistas científicas nacionais e internacionais. Membro da equipe de pesquisa da Universidade de Sonora (México). Membro do Grupo de Investigação da Universidade do Porto: Ceos.pp (Centro de estudos sociais e organizacionais do Politécnico do Porto). Diretora da seção de Publicidade da Ae-ic (Association for Communication Research). Cátedra espanhola da Unesco Unitwin (Rede Universitária) em Gênero, Mídia e TIC. Vice-presidente da Seção de Gênero e Mídia da IAMCR (Associação Internacional para Pesquisa em Mídia e Comunicação). Professora convidada em diferentes estadias na Finlândia (Universidade de Helsinki, Universidade Lachti), Brasil (Universidade de São Paulo) Brasil (UNICAMP), Colômbia (Politécnico Gran Colombiano, U-Tadeo Lozano), França (Universidade de Poitiers), Dinamarca (Universidade de Aalborg), Malta (Universidade de Malta). Diretora do Grupo de Pesquisa Complutense Socmedia: (Habilidades Sócio-comunicacionais e Nativos Digitais). IP espanhol em Módulos Eletrônicos de Criatividade em Educação. Diretora do CAP LAB (Laboratório de Ciências Aplicadas à Comunicação).

Prof. Luis Mañas Viniegra, PhD – Universidad Complutense de Madrid (Espanha)

Luis Mañas Viniegra é Professor e investigador do Departamento de Ciências da Comunicação Aplicada da Universidade Complutense de Madrid. Doutor em Comunicação Audiovisual e Publicidade pela Universidade Complutense de Madrid, é licenciado em Jornalismo (UCM) e em Publicidade e Relações Públicas (UOC), e possui mestrado em Direção de Marketing (ESIC), entre outras pós-graduações. Foi professor de graduação na Universidade Carlos III de Madrid, na Universidade Rey Juan Carlos e na Universidade de Valladolid, bem como professor de mestrado na Universidade Aberta da Catalunha e na Universidade Internacional de La Rioja. É membro do grupo de investigação Complutense em Gestão das Marcas e Processos de Comunicação e, atualmente, IP do Projeto de Inovação “Mapa visual de orientação profissional para o Curso de Licenciatura em Publicidade e Relações Públicas”. Antes de ingressar na Universidade, foi Diretor de uma agência de publicidade e Diretor de Marketing e Comunicação em várias empresas.

Natalia Abuin

Profa. Natalia Abuín Vences – Universidad Complutense de Madrid (Espanha)

Natalia Abuín Vences é professora de Cultura das Organizações do Departamento de Ciências Aplicadas da Comunicação da UCM. Em 2015 foi membro da Comissão de Inovação de Ofertas de Formação Digital da ANECA-SETSI. Tem participado em vários programas e projetos de investigação de carácter nacional (Plano Nacional de I + D + i), regional (Comunidade de Madrid) e internacional (através da European Communication Research and Education Association). Entre estes projetos encontram-se “Competências e Formação em Comunicação para o Emprego na Economia Digital” (2014-2016), “Criação de um Observatório de Inovação Docente para Promover os Estudos em Comunicação na Sociedade do Conhecimento” (2011-2013 ); “Novo posicionamento no meio acadêmico na Comunidade de Madrid”. Na sua atividade de divulgação científica, é autora e coautora de inúmeros livros e capítulos de livros, tendo publicado artigos em prestigiadas revistas nacionais e internacionais.

Dra. Isabel Rodrigo Martín – Universidad de Valladolid (Espanha)

Doutora de Comunicação Audiovisual e Publicidade com Prêmio Extraordinário pela Universidade de Valladolid em 2012 e Mestre em Comunicação para Fins Sociais: Estratégias e Campanhas pela Universidade de Valladolid, onde recentemente acessou o cargo de Professora Titular.

Obteve o prêmio de pesquisa Conta Jovem da Caja España (2007) e o IV Bolsa de Pesquisa do Instituto de Cultura Tradicional Segoviana da Deputação Provincial de Segóvia em 2016.

É também investigadora da Universidad Complutense de Madrid na Cátedra de Comunicação Digital na Infância e Adolescência e no Grupo de Investigação SocMedia.

Dr. Luis Rodrigo Martín – Universidad de Valladolid (Espanha)

Licenciado em Direito (2002) e Publicidade e Relações Públicas (2003) pela Universidade Complutense de Madrid. Doutor em Comunicação Audiovisual e Publicidade pela Universidade de Valladolid com Prêmio Extraordinário de Doutorado (2010) pela tese Comunicação, consumo e cultura. Os consumos especializados e seus discursos comunicativos. Leciona na Faculdade de Ciências Sociais, Jurídicas e da Comunicação da Universidade de Valladolid desde 2003 na licenciatura em Publicidade e Relações Públicas em diferentes disciplinas relacionadas com o processo criativo publicitário, sendo professor de vários mestrados oficiais.

Obteve prêmios de pesquisa da Caja España e Caja Segovia por projetos relacionados à comunicação e ao consumo. É autor de vários livros e trinta artigos em revistas científicas. Investigador da Cátedra Extraordinária Complutense de Comunicação e Marketing para crianças e adolescentes dirigida pela Professora Patricia Núñez. Foi diretor de comunicação do campus Segovia da Universidade de Valladolid entre 2006 e 2010.

Prof. Rafael Cabrera Collazo, PhD – Universidad Interamericana de Puerto Rico (Porto Rico)

Rafael L. Cabrera Collazo conta com um doutorado em História da Universidade de Porto Rico. Se desempenha como Vice-reitor Associado de Assuntos Acadêmicos na Universidade Interamericana de Porto Rico e mantém a classificação de Professor Titular de História nesta mesma instituição. Profesor convidado nas universidades de Cuba, México, Itália, Portugal, Espanha e Colômbia, nas quais ofereceu seminários sobre semiótica e cultura visual, sendo suas áreas de especialidade e pesquisa. Neste momento, participa em várias redes acadêmicas de pesquisa relacionadas com os estudos sobre representações de meios de comunicação de massas. Membro de comitês científicos editoriais de universidades na Espanha, Colômbia, Argentina e República Dominicana. Integra associações profissionais nacionais e internacionais de historiadores e estudiosos das ciências sociais e a cultura visual, sendo duas delas a Associação Portoriquenha de Historiadores, da qual foi sócio fundador e Presidente entre 2001 e 2004, e a Sociedade Internacional de Cultura Visual, com sede em Madrid, trabalhando neste momento como o Diretor Científico de seu comitê executivo.

Comitê Científico do Congresso

Palestrantes plenários

Patricia Pol

Félix Ortega-Mohedano – Universidad de Salamanca (Espanha)

Barómetro Audiovisual de Niños y Adolescentes en España, las diferencias de género detectadas, el proyecto CATS&ZE -Children, Apps,Tablets and Smartphones, Zero to Seventeen-

Félix Ortega-Mohedano é professor da Universidade de Salamanca, membro do Observatório de Conteúdo Audiovisual (OCA), Diretor do Mestrado em Comunicação Audiovisual: Pesquisa da Universidade de Salamanca. Doutor em Comunicação, Cultura e Educação e licenciado em Economia. Desenvolveu seu trabalho em Pesquisa de Audiências, Educomunicação e audiências infantis. Metodologias de Investigação, Estrutura do sistema audiovisual e indústrias culturais, Televisão, Educação e Comunicação, publicando de artigos e livros a nível nacional e internacional.

http://orcid.org/0000-0003-2735-4813

Patricia Pol

Pilar Lacasa – Universidad de Alcalá (Espanha)

Prácticas, discursos y comunidades digitales entre adolescentes fans

Pilar Lacasa é Professora Emérita de Comunicação na Universidade de Alcalá. Adora correr, filmes clássicos e videogames. Sua pesquisa investiga abordagens sociais e culturais do desenvolvimento humano. Está interessada em identidades, práticas e discursos juvenis em comunidades de fãs. Pilar explora as relações entre essas comunidades e as indústrias culturais. Foi professora visitante no Programa de Estudos de Meios Comparativos do MIT (EUA), no Centro de Pesquisa para Etnografia Digital, RMIT (Melbourne, Austrália), e no Instituto de Estudos de Meios e Comunicação da Freie Universität, Berlim. É autora de Learning and Virtual Worlds (2013) e Adolescents fans (2020).

Patricia Pol

Kepa Paul Larrañaga – Universidad Complutense de Madrid (Espanha)

Un bienestar digital en construcción: tópicos y no-lugares de la cultura audiovisual en la adolescencia y la juventud

Etógrafo. Interessado na análise da agência de crianças e adolescentes no ambiente digital. Coordenou o “Guia de mínimos necessários na regulamentação da comunicação digital para a infância e adolescência” (em processo de edição) e o “Dicionário de Política Social e Intervenção na Infância e Adolescência”, além do livro “Menores e Internet ”. Autor do guia sobre o uso adequado da Internet por adolescentes editado pela Thomson Reuters “Atenção Mães e Pais”.

É membro do conselho editorial da Revista Científica Complutense “Sociedade e Infâncias” e membro do conselho consultivo da “Cátedra Santander de Direitos das Crianças” (ICADE), e pesquisador da “Cátedra Extraordinária Comunicação Digital na infância e na adolescência” (UCM). Implementa suas linhas de pesquisa para a promoção e consolidação dos direitos das crianças.