GKA SOCIAL 2021

IX Congresso Internacional de Ciências Sociais

3-4 JUNHO | San Sebastián, Espanha
Centro Elbira Zipitria

0
0
0
0
Days
0
0
Hrs
0
0
Min
0
0
Sec

GKA SOCIAL 2021

IX Congresso Internacional de Ciências Sociais

3-4 de JUNHO
San Sebastián, Espanha

Centro Elbira Zipitria

0
0
0
0
Days
0
0
Hrs
0
0
Min
0
0
Sec

Tema destacado

Governança aberta e colaborativa

À medida que o novo século entra, as sociedades começam a sentir a pressão da mudança de maneira imediata e diária. Mudanças sociais, econômicas e tecnológicas que expõem a incapacidade dos governos de resolver por si mesmos os problemas das sociedades contemporâneas e que exigem formas mais interativas e plurais de ação do governo.

É nessa estrutura que o conceito de Governança explode fortemente, como uma forma alternativa para um novo estilo de governo. A governança constitui um novo processo de gestão da sociedade (Koiman, 1993, Governança moderna: novas interações governo-sociedade), em que as relações entre governo, setor privado e cidadania são horizontais.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento define Governança como “o conjunto de mecanismos, processos, relacionamentos e instituições através dos quais cidadãos e grupos articulam seus interesses, exercem seus direitos e obrigações e reconciliam suas diferenças” (Reconceitualizando Governança, 1997, p. 9)

Essa nova forma de “governo” gera formas de interdependência de atores políticos e sociais e formas de cooperação para alcançar maior eficácia na resposta aos desafios sociais, econômicos e políticos, afastando-se da rigidez característica do modelo hierárquico tradicional.

Em essência, o multilateralismo se posiciona como uma característica ligada à governança moderna, onde a gestão cooperativa, em rede e a interação dos setores público, privado e sociedade são essenciais para a gestão de assuntos públicos, de interesse coletivo.

Portanto, falar sobre governança de assuntos públicos significa que processos eficientes, efetivos e responsáveis ​​devem ser incorporados à ação governamental, bem como processos relacionados à inclusão, democratização, participação, acessibilidade ou transparência.

O conceito contemporâneo de governança abrange sua conceituação através de duas premissas:

  • A governança como elemento substantivo é essencialmente aberta e colaborativa.
  • A governança pode ser acompanhada por uma série de adjetivos que fornecem conteúdo. É assim que falamos sobre governança da inovação, governança global, governança digital, entre muitos outros.

O Congresso “GKA SOCIAL 2021 – San Sebastián, Espanha. IX Congresso Internacional de Ciências Sociais ”se configura como um espaço de encontro e debate entre especialistas sobre o assunto, pesquisadores e pesquisadoras e sociedade civil sobre aspectos teóricos e práticos, desafios e desafios relacionados à governança aberta e colaborativa a partir de sua abordagem mais normativa, mas também para abordá-la através da análise e discussão dos processos envolvidos em sua adjetivação.

O conceito de governança começou a estar presente no cenário internacional a partir da década de 1970, como um conceito vinculado à implementação de formas estratégicas de governo. Sua implementação prática na Europa ocorreu em 2001, quando o chamado Livro Branco sobre Governança Europeia foi aprovado pela Comissão Europeia. Desde então, o tema da governança tem estado muito presente nos campos político e acadêmico da União Europeia, onde seu conceito e definição têm sido vinculados às dimensões de transparência, participação, responsabilidade e eficácia, inovação, equidade , ética ou sustentabilidade.

A governança, em sua alusão a novas formas de governar ou exercer, experimenta e se desdobra além dos mecanismos tradicionais para o exercício da gestão pública. É através desses novos espaços e mecanismos de participação que a inovação encontra uma importância renovada como uma ferramenta eficaz na busca de soluções para os problemas públicos.

Nesse contexto, o painel Governança e inovação visa reunir os principais cientistas, pesquisadores e especialistas acadêmicos para trocar e compartilhar suas experiências e resultados de pesquisa sobre todos os aspectos da governança e inovação. O painel também está aberto a todos os profissionais da área de governança e inovação que desejam apresentar as últimas inovações, tendências e preocupações, bem como os problemas práticos encontrados e as soluções adotadas nas áreas de governança e inovação.

Sub-tópicos do painel 1:

  • Governança: objetivo ou estratégia?
  • Governança em rede, meta-governança, governança colaborativa, governança em vários níveis.
  • Informar princípios de governança aberta e colaborativa: ética, transparência, responsabilidade etc.
  • Administração e governança relacional.
  • Chaves para avançar na direção de um modelo inovador e avançado de Governança Inteligente.
  • Ecossistema de inovação, não setor público.
  • Inovação social, inovação tecnológica e inovação organizacional fora do domínio da governança.
  • Laboratórios de experimentação de políticas públicas.
Nas últimas décadas, testemunhamos uma verdadeira revolução na maneira tradicional de entender a administração pública. Governos e administrações públicas, em todos vocês, promovem ações destinadas a transformar suas estruturas, processos e / ou formas de agir e agir, uma tentativa de criar uma administração pública com, para e pelos cidadãos, que contribua para reforçar a legitimidade de público, recuperando sua essência democrática. Esse processo de democratização da administração pública precisa ser tratado de maneira multidisciplinar e transdisciplinar.

A governança pública está relacionada ao ecossistema mais amplo de governança de uma sociedade. É o exame do papel das instituições, cidadãos, sociedade civil, normas e processos que influenciam a definição de prioridades e a prestação de serviços na sociedade.

Este painel convida especialistas da academia e profissionais que desejam disseminar os resultados ou o impacto derivado de estudos de caso, projetos de pesquisa ou projetos de experimentação de governança pública bem-sucedida.

O painel busca contribuições inovadoras na forma de novas abordagens, estudos de caso ou documentos teóricos e visionários que estão além dos limites tradicionais da administração pública e mostram o potencial de uma nova governança pública.

Subtópicos do painel 2:

  • Liderança do setor público para a transformação do território.
  • Governança intra-organizacional em busca da eficiência e efetividade da Administração Pública.
  • Vincular pesquisa e prática em governança e formulação de políticas.
  • Estratégias e meios para gerar confiança e legitimidade institucional.
  • Canais de escuta ativos para a sociedade.
  • Melhoria da experiência do usuário: as 4 co-gerências públicas: co-design, co-planejamento, co-execução e co-avaliação de políticas públicas.
  • Estratégias e mecanismos para avaliar a governança pública.
  • Qualidade democrática em espaços para deliberação.
A governança é uma nova forma de relacionamento entre os diferentes atores (governo, setor privado, associações civis, setor acadêmico e cidadãos) no processo de formulação de políticas públicas para alcançar objetivos públicos. Na sociedade contemporânea, Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) ganham força como motores de criatividade, desenvolvimento social, ambiental e econômico. A implementação do termo governança no campo da ciência e da tecnologia foi influenciada pelas políticas adotadas na União Europeia.

As situações de oportunidade e ameaça que o CTI representa motivam a reflexão sobre o valor da ciência para a sociedade e sua relação com as políticas públicas. Nesse contexto, este painel propõe explorar diferentes temas que esclarecem os desafios e os desafios da governança nos sistemas de Ciência, Tecnologia e Inovação como mecanismos que geram riqueza, desenvolvimento, coesão e equidade econômica e social.

Subtópicos do painel 3:

  • A contribuição e o valor da CTI e sua governança para o desenvolvimento inclusivo.
  • Sistemas de governança e arquitetura de governança de CTI.
  • Participação cidadã na governança do CTI.
  • Cooperação público-privada na governança do CTI.
  • Ciência aberta.
  • Democratização da ciência.
  • Ciência, tecnologia, inovação e ética.
  • Avaliação de Ciência, Tecnologia e Inovação.
  • Modelos de governança regional do CTI.
  • Ciência, Tecnologia e Inovação e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
  • Valor social do CDTI.
  • Desafios de governança do CTI.
Os grandes desafios globais relacionados à segurança internacional, a ameaça das mudanças climáticas, o fenômeno das migrações ou as incertezas da economia mundial não encontram uma resposta adequada das instituições do sistema de governança global que está muito longe da realidade. Realidade do mundo do século XXI e a nova distribuição de poder. Há um sentimento generalizado nas sociedades de que o sistema internacional de governança entrou em uma crise estrutural em sua raison d’être.

O processo de enfraquecimento do sistema de governança internacional se refletiu em três momentos: a queda do Muro de Berlim, os ataques de 11 de setembro de 2001 e a recente crise econômico-financeira global de 2007. Nesse contexto, o sistema de A governança global se torna visível como uma superestrutura, incapaz de oferecer soluções para os problemas atuais, preocupada com o poder das elites e sem canais de comunicação para ouvir as demandas da sociedade. A necessidade de construir uma nova governança global responsável que permita adaptar a organização política da sociedade à globalização se torna cada vez mais urgente.

Nesse quadro, é necessário refletir sobre o futuro da governança internacional. Portanto, este painel propõe apresentar uma reflexão conceitual e prática, sob diferentes perspectivas, sobre os processos de transformação do sistema de governança internacional necessários para responder à complexidade e incerteza que caracterizam os grandes desafios das sociedades de hoje.

Subtópicos do painel 4:

  • Rumo a um sistema de governança global. Princípios, estruturas legais e objetivos.
  • Visões regionais de governança global.
  • Propostas para uma nova governança global. Reforma de instituições internacionais.
  • Áreas temáticas da governança global: meio ambiente, mudanças climáticas, gestão dos oceanos, governança da economia, governança política e institucional, etc.
  • Governança da paz, segurança e resolução de conflitos.
  • Governança na União Europeia.
  • Objetivos de governança e desenvolvimento sustentável (ODS).
  • Democracia, exercício da cidadania e governança.
  • Relações entre escalas locais e globais de governança.
  • Papel das entidades subnacionais (locais e cidades) na governança local.
A adaptação à revolução digital tornou-se rapidamente um dos principais desafios das instituições e sociedades. Na era do big data e do poder político disperso, é necessário re-conceituar as formas de governo da sociedade, aproveitando as oportunidades das novas tecnologias.

Os governos estão aproveitando essas oportunidades que o uso de novas tecnologias, “big data” e redes sociais oferecem para mudar sua maneira de governar e fortalecer seu relacionamento com os cidadãos.

Nesse sentido, a governança digital é mais do que apenas mudança tecnológica; o sucesso da adaptação do governo ao século XXI dependerá da compreensão da natureza disrutiva da transformação digital e da incorporação de maneira significativa nas políticas e processos públicos.

O painel tem como objetivo explorar como as sinergias entre tecnologia, política e coesão social podem ser um fator positivo para a sustentabilidade e o desenvolvimento das sociedades.

O painel busca a participação de especialistas e profissionais no campo da governança digital para refletir em conjunto sobre o futuro do governo digital e as novas perspectivas e desafios para uma governança digital centrada na pessoa.

Subtópicos do painel 5:

  • Grandes tendências em governança digital para os próximos anos.
  • Digitalização. Ameaça ou oportunidade para governança?
  • Desafios e desafios da revolução digital e tecnológica na governança digital.
  • Inteligência artificial em governança digital: desafios e oportunidades.
  • Segurança, privacidade e ética na governança digital, inclusão e acesso digital. Tecnologia para capacitar os cidadãos.
  • O futuro da digitalização dos serviços públicos.
  • Transformação digital de serviços públicos e administração.
  • Métodos de avaliação da governança digital.
A participação do cidadão é um processo de aprendizado e desenvolvimento pessoal e coletivo. Busca transformar relacionamentos, respostas, ações, dando espaço e voz a todas as pessoas, para que elas exerçam sua responsabilidade e capacidade de influenciar na geração de valor público.

A participação do cidadão é uma parte fundamental do sistema democrático que promove a construção de uma sociedade ativa que ajudará a promover qualquer aspecto da vida social, econômica, cultural ou política. Essa sociedade, através de seu envolvimento nos assuntos públicos, enriquece a ação do governo e a torna eficaz.

A participação serve para tomar melhores decisões, criar comunidades mais comprometidas e coesas e alcançar uma democracia de maior qualidade, vinculada à capacidade do cidadão de fazer política. Para isso, é necessária uma mudança cultural, interna, transversal nos procedimentos de trabalho de todas as áreas e externa, movendo-se para uma cultura mais participativa.

O painel concentra-se na análise da participação cidadã e na melhoria da democracia e convida especialistas das áreas acadêmica e profissional a apresentar suas reflexões sobre os desafios, desafios, luzes e sombras da participação cidadã.

Subtópicos do painel 6:

  • A importância da participação do cidadão na tomada de decisões políticas.
  • Presente e futuro da participação cidadã.
  • Nova cultura de participação.
  • O papel da educação na promoção da cidadania ativa.
  • processos de participação cidadã.
  • Orçamentos participativos.
  • Desafios e desafios da participação cidadã.
  • Redes sociais e Internet: oportunidades e ameaças à participação do cidadão.
  • Participação e inclusão.
  • Abordagens teóricas e práticas da democracia participativa.
  • Estudos comparativos de modelos de participação cidadã.
  • Participação cidadã no nível local.
  • Experiências de participação de crianças e jovens para promover a cultura democrática.
  • Mecanismos para avaliar a participação do cidadão.
Other conference themes:

  • Estudos culturais.
  • História, geografia, seres humanos e meio ambiente.
  • Desenvolvimento e transformação de estruturas sociais.
  • ideais e práticas civis.
  • Poder, autoridade e governança.
  • Conexões e trocas globais.
  • Criação, expansão e interação de sistemas econômicos.
  • Ciência, tecnologia e inovação.

Datas importantes

CHAMADA DE TRABALHOS PRAZO
1ª Chamada de trabalhos até 20 de julho de 2020
2ª Chamada de trabalhos até 20 de outubro de 2020
3ª Chamada de trabalhos até 16 de fevereiro de 2021
Chamada de trabalhos FINAL até 19 de abril de 2021
TARIFA DE INSCRIÇÃO PRAZO
Inscrição com super desconto até 3 de agosto de 2020
Inscrição antecipada até 3 de novembro de 2020
Inscrição normal até 3 de março de 2021
Inscrição final até 3 de maio de 2021

Envio de propostas

Próximo plazo:
20 de outubro de 2020.

0
0
0
0
Days
0
0
Hrs
0
0
Min
0
0
Sec
ENVIE SUA PROPOSTA

Antes de enviar a sua proposta consulte a nossa guia rápida e as perguntas frequentes.

Siga estes passos

1

Envie a sua proposta

Registe-se na plataforma OCS e envie sua proposta. Se não recorda a sua senha, clique aqui. Antes de enviar sua proposta, recomendamos consultar a nossa guia rápida.

Guia rápida de Congressos
2

Aguarde o resultado

O comité científico revisará sua proposta dentro de 2 a 3 semanas e lhe enviará uma notificação por e-mail. Você também pode consultar a lista de propostas aprovadas.

Propostas aprovadas
3

Inscreva-se

Depois que sua proposta for aceita, você deverá efetuar o pagamento da sua inscrição no congresso. A partir deste momento, não são permitidas alterações nos dados da proposta.

Inscreva-se
4

Envie seu artigo

Os participantes poderão enviar um artigo para publicação com desconto em um livro ou revista da comunidade, conforme a avaliação do comitê científico.

Envie seu artigo

Inscrição

CONGRESSO COMPLETO

Permite o acesso a todos os dias do congresso. Preços por pessoa.


Inscrição com super desconto
225 EUR

Disponível até 3 de agosto de 2020


Inscrição antecipada
250 EUR
Disponível até 3 de novembro de 2020


Inscrição normal
275 EUR

Disponível até 3 de março de 2021


Inscrição final
295 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

1 DIA DE CONGRESSO

Permite o acesso a um dos dias do congresso, a ser escolhido pelo participante. Preços por pessoa.


Inscrição com super desconto
175 EUR

Disponível até 3 de agosto de 2020


Inscrição antecipada
195 EUR
Disponível até 3 de novembro de 2020


Inscrição normal
225 EUR

Disponível até 3 de março de 2021


Inscrição final
250 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

ESTUDANTES

Requer o envio de um documento que demonstre a condição. Preços por pessoa.


Inscrição com super desconto
150 EUR

Disponível até 3 de agosto de 2020


Inscrição antecipada
175 EUR
Disponível até 3 de novembro de 2020


Inscrição normal
195 EUR

Disponível até 3 de março de 2021


Inscrição final
225 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

OUVINTE

Permite participar do congresso sem apresentar uma comunicação.
Preço por pessoa.


175 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

SEMIPRESENCIAL

Permite apresentar uma comunicação semipresencial (projeção de vídeo em uma sala do congresso), sem assistir ao congresso. Preço por pessoa.


195 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

VIRTUAL

Permite apresentar uma comunicação virtual (projeção de vídeo apenas nas redes sociais), sem assistir ao congresso. Preço por pessoa.


95 EUR

Disponível até 1 de junho de 2021


Inscreva-se

Tarifas Especiais

UNIVERSIDADE SEDE

Professores e alunos da universidade sede do congresso. Preço por pessoa.


175 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Inscreva-se

GRUPOS

Preço por pessoa para grupos de 5 ou mais pessoas.


250 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Mais informação

ANTIGOS PARTICIPANTES

Desconto de 50 EUR/USD na tarifa “Congresso Completo” vigente.


– 50 EUR

Disponível até 3 de maio de 2021


Mais informação

Programa

Propostas aprovadas

Se você tiver uma proposta aprovada, certifique-se de se inscrever para o congresso para ser incluído no programa.

O programa estará disponível para download 2 meses antes do início do evento.

Bolsas jovens pesquisadores

Em cada congresso, oferecemos várias bolsas de estudos para jovens investigadores, concedidas a estudantes de destaque que têm um interesse acadêmico ativo na área do congresso. Esses colaboradores desempenham um papel crítico no congresso, moderando as sessões paralelas, prestando assistência técnica, participando das sessões informais e apresentando seus próprios trabalhos de pesquisa. A bolsa, juntamente com suas responsabilidades, oferece uma grande oportunidade de desenvolvimento profissional para estes estudantes nesta fase das suas carreiras acadêmicas. Encontrar-se com especialistas no assunto, interatuar com colegas de outras partes do mundo, criar contatos e amizades com outros participantes, são os benefícios adicionais desta bolsa.

Requisitos e benefícios:

  • Os colaboradores têm direito a inscrição gratuita e recebem um reconhecimento especial durante o congresso.

  • Deverão estar matriculados em um programa de pós-graduação ou doutorado.

  • Deverão ter uma proposta que tenha sido aceita no congresso.

  • Deverão ter um conhecimento básico de tecnologia informática, projetores de dados e o aplicativo PowerPoint.

  • Deverão estar disponíveis no dia anterior ao congresso (para orientação e treinamento) e durante toda a duração do evento.

  • A bolsa não cobre despesas de transporte, acomodação e alimentação.

Solicite uma bolsa

A inscrição estará aberta até 3 meses antes do início do congresso. A lista de pesquisadores selecionados será publicada 2 meses antes do congresso.

formulário de solicitação

Sede do Congresso

Endereço

Centro Elbira Zipitria
Ondarreta Pasealekua, 20018
Donostia, Gipuzkoa, Espanha